Revista de Economia e Sociologia Rural
https://www.revistasober.org/article/5d962d200e88251e0c2bac33
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

TRANSFERÊNCIA DE RENDA DA AGRICULTURA COMERCIAL E FAMILIAR PRODUTORA DE ARROZ, FEIJÃO E LEITE

João Marcos C. Franco, Erly Cardoso Teixeira

Downloads: 1
Views: 643

Resumo

Este trabalho objetiva determinar as diferenças no processo de transferência de renda da agricultura comercial e familiar. Calcula-se a taxa de proteção efetiva para determinar a intensidade da transferência de renda que atingiu os produtores comercial e familiar de arroz, feijão e leite, no período de 1971 a 1995. Os resultados sugerem discriminação das políticas econômicas para os produtores rurais de modo geral, já que, nos primeiros 20 anos., os produtores familiares sofreram maior transferência de renda do que o produtor comercial. Nos últimos anos do período estudado, na ausência de compensação via subsídio ao crédito rural, os produtores comerciais foram mais penalizados pelas políticas governamentais.

Palavras-chave

Proteção efetiva, subsídio, crédito agrícola, renda, produtor familiar.

Referências

BALASSA, B. (Coord.). The structui-e_of protection in developing countries~ New York, Toe Johns Hopkins Press, 1971. N.p.

BLUMENSCHEIN, F. N. Uma análise da proteção efetiva na agricultura do estado de São Paulo. Piracicaba/ESALQ. 1982, 149 pg. (Tese MS)

CORDEN, W. M. The estruture of a tariff systm and the effective protective rate. American Journal of Agricultura) Economics, 74(3): 221-37,june 1966.

FISHLOW, A. Brazilian size distribution of income. American Economic Review. LXII, (2). May,1972. New Orleans. Pgs 391-402

FRANCO, J. M. C. Transferência de renda da agricultura comercial e familiar no Brasil. Viçosa. 1998, 145p. Universidade Federal de Viçosa. Janeiro, 1998. (Ts MS).

GOLDIN, I. e REZENDE, G. C. de. A Agricultura Brasileira Na Década de 80: Crescimento Numa Economia Em Crise. Brasília: IPEA, 1993. 119p.

GOMES, S. T. Afinal, qual é a produtividade de nosso rebanho leiteiro? Balde Branco, São Paulo, ano 32, n. 378, p. 32-35, abr. 1996.

HOMEM DE MELO, F. Diagnóstico Macro. ln: AGUIAR, M. de N. (Org.) A questão da produção e do abastecimento alimentar no Brasil. Um diagnóstico macro com cortes regionais. Brasília, DF: IPEA/IPLAN, 1988. p. 9-59.

LOPES, I. Q. V. Uma política de garantia de renda para o Brasil. ln: TEIXEIRA, E. C. (Ed) A política agrícola na década de 90. Viçosa, M.G., UFV, Impr. Univ., 1991, 252 p.

LOPES, M. R. O poder das coalizões políticas de grupos de interesse de bloquear o desenvolvimento agrícola. ln: TEIXEIRA, E. C. (Ed) Desenvolvimento agrícola na década de 90 e no século XXI. Viçosa, M.G., UFV, Impr. Univ., 1993; 219 p.

MATA, M. da. Crédito rural: caracterização do sistema e estimativas dos subsídios implícitos. Revista Brasileira de Economia, 36(3): 215-45,jul./set.1982.

PIRES, M. M. et ai. Efeitos de políticas governamentais na cultura do milho - Brasil, 1970 a 1990. ln: Anais do XXXIII congresso brasileiro de economia e sociologia rural. Curitiba, Julho/ Agosto de 1995. Vol. I, p. 350-366.

SANTANA, C. A. M. Efeitos. das políticas econômicas brasileiras sobre o setor doméstico de soja em grão. Pesquisa e Planejamento Econômico. Revista do Instituto de Planejamento Econômico Social., 17 (3). P. 633-678, dez. 1987.

SCHIFF, M e VALDÉS, A. The plundering of agricultura} in África, Asia and Latin American. ln: TEIXEIRA E. C. e AGUIAR, D. R. D. (Editores). Comércio Internacional e Comercialização Agrícola. Viçosa, M.G., UFV, Impr. Univ., 1995. 328 p.

TEIXEIRA, E. C. Política econômica e o combate à fome. Conjuntura Econômica. 48, (9), Set/1994. FGV, Rio de Janeiro

5d962d200e88251e0c2bac33 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections