Revista de Economia e Sociologia Rural
https://www.revistasober.org/journal/resr/article/doi/10.1590/S0103-20032012000100007
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

Causas do desmatamento no Brasil e seu ordenamento no contexto mundial

Ronaldo de Albuquerque e Arraes; Francisca Zilania Mariano; Andrei Gomes Simonassi

Downloads: 0
Views: 998

Resumo

Este trabalho busca prover algumas respostas a questões persistentes nas agendas de pesquisadores do meio ambiente sobre o desmatamento no Brasil, notadamente na região amazônica, cuja taxa de devastação florestal recente ultrapassa uma área de 20.000 km2 por ano. Objetiva-se testar a eficácia da ação de órgãos públicos fiscalizadores, bem como os efeitos de fatores socioeconômicos sobre as causas do desmatamento. Inicialmente, comparam-se as taxas de desmatamento acumuladas em 749 municípios da Amazônia Legal com as taxas de desmatamento de 130 países ao longo do período 1988-2002. Ipeadata, IBGE e Inpe forneceram as informações sobre as características político-socioeconômicas e ambientais dos municípios. A partir de três níveis ordenados de desmatamento com observações mundiais fornecidas pelo World Development Indicators – WDI (2006) do Banco Mundial, referentes à ordenação dos graus de desenvolvimento dos países, a aplicação de um modelo de escolha discreta multinomial ordenado permitiu extrair as seguintes conclusões: a presença de um órgão ambiental oficial em cada município é eficaz na redução do desmatamento, tornando os níveis de desmatamento equiparados aos níveis dos países desenvolvidos. Aumento do nível educacional, redução da desigualdade de renda e o cumprimento de leis regulatórias para delimitar a expansão da fronteira agropecuária são ações igualmente relevantes para conter o desmatamento da região.

Palavras-chave

desmatamento no Brasil, Amazônia, contexto mundial, desenvolvimento econômico
5cfbfddb0e8825eb1858d25e resr Articles

resr

Share this page
Page Sections